receba atualizações no seu e-mail
opala comodoro sua historia

opala comodoro sua historia

OPALA COMODORO – MARCO NA PRODUÇÃO DE CARROS DE LUXO NO BRASIL

Para quem é amante de carros, a primeira das paixões nacionais foi sem dúvida nenhuma o FUSCA, produzido por uma das primeiras montadoras a se instalar aqui no Brasil. A segunda paixão, certamente foi o OPALA – carro que foi produzido durante 24 anos e com uma tiragem de quase 1 milhão de unidades, e que deixou muitas saudades entre os seus admiradores, quando parou de ser produzido.

Produzido pela GENERAL MOTORS, o OPALA foi o primeiro carro a ser produzido na fábrica da GM instalada em São Caetano do Sul, região industrial do ABCD paulista. Lançado oficialmente na VI Feira do Automóvel de 1968, em São Paulo, o carro foi recebido com uma grande festa, na qual o piloto da Fórmula 1 Stirling Moss e mais 8 misses brasileiras daquele ano, estavam lá para celebrar a vinda oficial do tão esperado modelo ao país.

opala-simplesmente-uma-reliquia.jpg

O OPALA COMODORO foi sinônimo de luxo e imponência durante quase toda a sua existência oficial. Foi também um carro de políticos célebres e esteve envolvido no grave acidente que matou o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Mesmo assim, é um carro que fez muita história, mesmo dentro da própria montadora. Ao que tudo indica, alguns funcionários da GM queriam fazer um carro de passeio aqui no Brasil, e que este poderia muito bem seguir os padrões dos famosos carros americanos. Surgiu então a ideia de fazer o “projeto 676”, nome sugerido ao até então desconhecido OPALA.

 

Inicialmente, testou-se dois motores diferentes para ser usado no OPALA:  de 4 ou 6 cilindros, tanto para versões simples quanto para as versões mais luxuosas e esportivas. Lembrando que os modelos de motores à época foram os norte-americanos. Já as carrocerias foram misturadas: tanto usou-se o modelo alemão quanto  o americano, e isto também foi visível em outras especificidades técnicas, como motor e transmissão.

opala-comodoro-ano-77.jpg

O veículo era (e ainda é para quem tem esta raridade em sua garagem) muito fácil de ser conduzido na cidade, mesmo sendo o OPALA um carro muito grande. Os freios, a direção, a suspensão bem equilibrada, tornava-o potente, em especial em subidas. Para fazer uma ultrapassagem então, o carro era simplesmente notável e muito seguro.

 

Em seu interior, o OPALA trazia os bancos inteiriços, e a alavanca de câmbio ficava na coluna direita. Ele também apresentava duas versões as quais poderiam ser escolhidas pelo comprador do carro, o modelo de 80 cv,  com 4 cilíndros, ou de 125cv, com 6 cilíndros. Ambos possuíam tração traseira e o câmbio era de três marchas. O sistema de frenagem do OPALA era a tambor.

opala-comodoro-azul-ano-1979.jpg

O OPALA também foi o carro utilizado em provas de corrida como a STOCK CAR entre 1979 e 1986. os carros usados nas corridas tinham motor de 6 cilíndros de 4,1 litros. O OPALA também foi usado nas MIL MILHAS. Em 1980 o OPALA ganharia uma versão conhecida como DIPLOMATA que ganhou um câmbio de 5 marchas. Mas em abril de 1992, devido a abertura econômica para os carros importados, a produção de um dos carros mais amados do país foi encerrada.caso queira conhecer a história do chevette clique aqui

2 Respostasto “opala comodoro sua historia”

  1. junior veiga disse:

    po gostei do artigo pois sou muito fá do opalas muito tesao !!

  2. Informacoes excelentes aqui! Ha algum link para que eu possa verificar sites semelhantes, tao legais como este ?

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>